6 motivos pelos quais seu ecommerce não vende, e a crise não está entre eles!

dia-da-mulher-alana3
Feliz dia da mulher e o que te faz feliz?
8 de março de 2016
calendario-editorial-blog-divulgar-facebook
Como montar uma estratégia de divulgação do seu blog – com planilhas grátis
14 de março de 2016

6 motivos pelos quais seu ecommerce não vende, e a crise não está entre eles!

por-que-não-estou-vendendo-crise-como-vender

Eu estava passeando pelos grupos de empreendedorismo que participo no Facebook e me deparei com essa pergunta várias vezes. Respondi para algumas, mas como essa mesma pergunta era repetida várias vezes, achei que um post no blog seria mais  apropriado, assim posso alcançar muito mais gente. Então, se você quer saber quais são os principais problemas que impedem sua loja virtual de vender, chegou ao lugar certo!

Bem, a crise está aí, isso é fato, mas esse não é o principal motivo pelo qual você não está vendendo… Você conhece as taxas de conversão do seu negócio? A média de conversão no Brasil é de 1,04%! Isso significa que a cada 100 pessoas que entrarem na sua loja virtual, apenas 1 comprará algo! Mas existem algumas coisas que você pode estar fazendo errado e que podem estar prejudicando o seu negócio:

#1 – Você não conhece o seu público

porque-não-estou-vendendo-ecommerce-criseConhecer seu público alvo é a coisa mais essencial em qualquer negócio. Qual a faixa etária? São homens ou mulheres? Casados? Solteiros? Em qual lugar moram? Qual a renda? Quanto estão dispostos a gastar? O que os motiva a comprar? O que os motiva a comprar seus produtos? Têm filhos? Como se sentem no seu dia a dia?

 

#2 – Você não parou para analisar a fundo o seu produto.

por-que-não-estou-vendendo-crise-loja-virtualVamos usar um exemplo para ficar mais fácil. Vamos supor que você tenha um site de artesanato. Você vende caixas de MDF personalizadas. Ok, legal. Quem pode comprar caixas de MDF personalizadas? Se a sua resposta é “Qualquer um”, está errada, mas isso é uma questão de definição de público alvo.

E por que as pessoas compram suas caixas de MDF? Se a sua resposta foi “Por que elas querem” ou “Para guardar coisas”, também está errada!

Será que essas pessoas compram suas caixas de MDF para dar de lembrancinha de alguma festa? Será que elas compram pois vai combinar com a decoração do quarto? Será que elas compram por que? Esse motivo (mais a fundo do que a vontade), é o que você deve investigar. Seu produto tem que solucionar um problema.

E esse problema pode ser: armazenamento, decoração, beleza, prazer em presentear alguém, etc. Mas não é simplesmente pela vontade de comprar.

Quando você compreende o problema que você soluciona, fica mais fácil de vender.

O que você acha que vai funcionar melhor: “Vendo caixas de MDF personalizadas”, ou “Está procurando uma lembrancinha de casamento criativa? Que tal uma caixa de MDF personalizada com as cores do seu casamento e o nome dos noivos? Eternize esse momento nas lembranças do seus convidados com uma lembrancinha que poderá ser utilizada depois. Temos diferentes modelos e tamanhos, venha conferir!”. Bom, eu acho que é a segunda.

#3 – A Descrição do seu produto não está boa o suficiente

Faça o seguinte teste, chame alguém que ainda não conhece o seu produto pessoalmente, peça para essa pessoa fechar os olhos e leia para ela a descrição do seu produto. Em seguida mostre o seu produto para ela e pergunte se foi aquilo que ela imaginou.

 

Se não foi, você tem um problema. E um problema muito sério! Quando estamos vendendo pela internet as pessoas não podem tocar no seu produto, sentir, cheirar. Você precisa passar todas as informações de forma escrita e através de fotos. Quando você não passa informações suficientes, você acaba deixando o consumidor com receio de comprar. Ele já não te conhece, não sabe quem é você, não está te vendo, não consegue conversar com você em tempo real, você ainda quer que ele compre sem saber exatamente o que você está vendendo.

#4 – Seu site é muito difícil de mexer

porque-não-estou-vendendo-criseExiste uma coisa chamada Human Centered Design, que nada mais é do que um Design voltado para experiências Humanas.

Quantas páginas seu site tem? Quantas páginas o cliente tem que visitar antes de fechar a compra? Quantas informações ele tem que preencher?

O seu site é intuitivo ou o cliente tem que ficar procurando o carrinho de compras? Como é o passo a passo disso?

Todo esse mecanismo tem que ser analisado, seu site deve ser desenhado pensando no Consumidor, e só nele. Não adianta ser esteticamente lindo se ele não é funcional e intuitivo. As pessoas não querem aprender a mexer no seu site, elas querem comprar.

Se você tiver que sacrificar um pouco do design em prol de uma experiência melhor, tudo bem, desde que as pessoas consigam se achar e saber exatamente o que elas devem fazer em seguida.

#5 – Você não está divulgando o suficiente ou está fazendo a propaganda errada

por-que-não-consigo-vender-crise-economia-vendasVocê tem uma boa estratégia de conteúdo? Com qual frequência você posta nas redes sociais? Em qual rede social você está? Seu público está em todas essas redes sociais ou você está falando com as paredes? Que tipo de informação você está passando? Informações úteis para o seu público ou um monte de mimimi desnecessário?

As pessoas não tem tempo, elas querem saber do que realmente importa para elas, não adianta você fazer postagens todos os dias se o assunto não for relevante! Poste coisas importantes e que façam a diferença. Entre postar qualquer coisa ou não postar nada, prefira não postar nada.

 

Além disso, você SÓ faz propaganda? Você precisa passar informações relevantes para as pessoas. Não só postar fotos dos produtos. Mostre como seu produto pode transformar as vidas, acredite no seu produto! Não importa com o que você trabalha, seu produto é importante e transforma vidas! Mostre isso para as pessoas.

Se você quer saber mais sobre estratégia de conteúdo e como ela pode ajudar o seu negócio, já escrevemos sobre isso aqui.

#6 – Você não tem um blog

loja-virtual-não-vende-criseBlogs são importantes por 2 motivos:

1. Você gera conteúdo que pode tirar as objeções de vendas.

2. Você pode trabalhar SEO.

SEO são técnicas para te colocar na primeira página do Google (se você não faz ideia do que eu estou falando, aqui tem um texto sobre isso).

Quando você gera conteúdo realmente importante, as pessoas te leem, entendem a importância do seu produto e acabam comprando o que você quer.  Voltando a usar o exemplo que demos ali em cima: se você vende caixas de MDF, faça posts no blog mostrando o passo a passo de decoração de uma caixa. Isso vai atrair pessoas que estão interessadas em fazer as próprias caixas, mas que vão acabar achando tudo muito difícil e vão acabar encomendando. Esse tipo de post também mostra o trabalho que dá fazer o que você faz. As pessoas vão acabar entendendo melhor o VALOR do seu produto e vão chorar menos por descontos.

Se você faz caixas que podem ser utilizadas como lembrancinhas de casamento, por que não fazer um post com dicas de lembrancinhas e no meio delas colocar suas caixas?

Você também pode escrever sobre dicas de conservação das caixas, depoimentos de clientes, enfim, as opções são infinitas. Quando você conhece o seu público você consegue saber exatamente qual conteúdo postar.

 

Acredito que esses sejam os principais problemas quando você não consegue vender. Após identificar os problemas, comece a trabalhar nas soluções!E se você está com problemas para encontrar as soluções, você precisa conhecer o curso “Continue a Vender na Crise”, que foi feito por mim, especialmente para você! Nele eu vou te contar passo a passo como solucionar cada um desses problemas e darei ainda mais dicas.

E sabe o que é mais legal? Você vai ter acompanhamento! Não sei se você já comprou algum curso online, mas normalmente você recebe as aulas, faz o que acha que deve e se você entendeu algo errado ou tiver feito algo errado, você não tem como saber… Apenas seus resultados irão mudar.

Mas esse curso é diferente! Nele eu vou te acompanhar, nós vamos juntos! É um curso de 7 dias, onde diariamente você receberá no seu e-mail uma aula, com tudo o que você deve fazer naquele dia! Então você vai me enviar o que você fez, e eu vou CORRIGIR para você! Vou te mostrar o que você pode ter entendido errado ou alguns pontos que você ainda pode melhorar!

Ficou interessado? Clique aqui e conheça o curso “Continue a Vender na Crise”. 

Ficou com alguma dúvida ou tem algo para acrescentar na lista? Comente!

1 Comentário

  1. […] primeira coisa que você precisa fazer para entrar no seleto grupo de pessoas que não conhece crises é se distanciar da aglomeração para não se contaminar com o […]